O Benfica, ah!, o Benfica

15
133

Já estavam cheios de saudades de um texto sobre o Benfica, não era? Eu sabia. Pronto, chegou a hora.

Depois de tudo o que se passou há dois meses, aquela sucessão de desastres e desgostos, que culminou com a cena patética do Cardozo no Jamor, escrevi aqui que a melhor solução para o Benfica seria a de não renovar com o Jorge Jesus, embora saiba que é um excelente treinador, o melhor que o clube teve nos últimos 20 anos. Defendi-o, primeiro, porque o episódio com Cardozo demonstrava que ele havia perdido o balneário e o respeito dos próprios jogadores, depois, porque, como adepto, sabia que na época seguinte o clima de desconfiança iria ser demasiado, a falta de entusiasmo gritante.

A eventual saída de Cardozo minimiza o primeiro ponto. Continuo a achar impossível manter os dois no clube, por muito que os admire. A direcção, acredito, pensa da mesma maneira, daí ter colocado o avançado no mercado e estar a tentar negociá-lo. Agora o segundo ponto mantém-se. O Benfica joga, mas os adeptos já não acreditam, vibram pouco, não se empolgam, quase têm vergonha de celebrar golos. A dor está ainda demasiado presente, a ferida aberta, e só o tempo e muitas, muitas vitórias poderão alterar isso. Não há estado de graça, a fasquia está elevadíssima e à primeira escorregadela Jesus arrisca-se a ter os sócios a exigir a sua cabeça. Foi por isso que eu defendi que ele deveria ter saído, e que teria sido mais benéfico ter-se procurado uma alternativa no mercado – e há muito bons treinadores com capacidade para liderar um projecto como o do Benfica, sobretudo portugueses, já que acho que temos uma óptima escola de técnicos, e não há quem entenda melhor o nosso campeonato que os treinadores nacionais.

Embora já tenha a nova camisola oficial, embora já tenha ido fazer o cartão de sócio do meu filho recém-nascido, embora já tenha inscrito o miúdo mais velho no campo de férias do clube, embora já tenha subscrito a Benfica TV, continuo a não sentir chama, apelo, aquela garra e confiança com que encarei a fase decisiva da época passada. Já sei que este ano, mesmo que a cinco jornadas do fim tenhamos dez pontos de avanço irei estar sempre à espera do primeiro deslize, e a achar que estará aí o início do fim.

Os pessimistas-masoquistas

Odeio aquele tipo de gente que gosta que os seus clubes percam só para terem razão, que torcem para que os jogadores que não gostam cometam erros só para os verem fora da equipa e que ficam felizes por os seus clubes atravessarem fases más só para que um treinador que não admiram seja despedido. Eu sou do Benfica e pelo Benfica em todas e quaisquer situações, seja quem for o treinador, presidente, ponta-de-lança ou capitão de equipa. Quero muito, por isso, chegar ao final da época que agora começa e poder engolir as minhas palavras, quero muito que me esfreguem na cara o texto que escrevi em que defendia que a melhor solução seria a saída do Jesus, será sinal que as coisas correram bem. Mas, este ano, começo com as expectativas bem baixinhas.

Os novos jogadores

Esta catadupa de reforços também não me está a convencer. Para os jornais desportivos, são todos craques, magos da bola, artistas fora de série, mas a verdade é que ainda vi muito pouco de quase todos eles, ou quase nada de alguns. O Markovic parece-me ser o único que irá entrar no 11 e afirmar-se com naturalidade. O Djuricic tem potencial, mas acho que vai ser segunda opção, um homem a saltar do banco nas segundas partes. O Lisandro parece-me ter qualidade e acabará por entrar na equipa se o Garay sair. O Bruno Cortez penso que será o único novo jogador a agarrar a titularidade de forma regular, muito mais pela ausência de uma alternativa forte do que pelas suas qualidades (ataca bem, mas a defender, meu Deus, temo o pior). Dos outros, destaco, pela negativa, o Sulejmani, que me parece pesado, lento e um pouco perdido em todas as posições que tem ocupado. Espero que seja só mesmo uma coisa de pré-época, e que ele melhore muito, porque se continuar assim não terá grande espaço numa equipa que tem Gaitan, Sálvio e Ola John, e em que o Markovic também pode jogar nas alas. Steven Vitória, Mitrovic, Sílvio, Ruben Amorim acho que são jogadores para ir rodando em jogos das Taças da Liga e de Portugal e em um ou outro desafio mais fácil do campeonato.

Continua a faltar um homem golo, uma alternativa ao Lima, um jogador que obrigue o brasileiro a lutar muito pela titularidade, tal como fazia Cardozo. Rodrigo, esse, nunca mais conseguiu ser o avançado que foi há dois anos, antes da lesão no jogo com o Zenith. Se calhar, está na hora de o vender a algum clube espanhol, enquanto tem mercado.

A Benfica TV

Uma última nota sobre a “polémica” instalada relativamente às transmissões exclusivas da Benfica TV dos jogos em casa. Sinceramente, acho que quem critica tem razão. Há um evidente risco de manipulação das imagens por parte do clube, e isso poderá beneficiar o Benfica em casos mais polémicos ou na instalação, ou não, de processos sumaríssimos a jogadores do Benfica. É tão simples como imaginar um cenário em que um jogador do Benfica agride um adversário longe do local onde se encontra a bola, e que o árbitro não vê o lance. Muitas vezes, estas situações só são analisadas à posteriori, após o recurso a imagens televisivas. Mas se as imagens forem recolhidas por uma parte interessada, é óbvio que elas não irão para o ar, e isso mexe com a regra básica da igualdade. Acho mal, e seria importante, a bem da transparência no futebol, que se encontrasse uma solução para isto.

Ainda em relação aos jogos na Benfica TV, que só agora comecei a ver (tinha Zon, agora mudei para o MEO), sinto-me também enganado. Eu gosto do Benfica, mas gosto também de futebol, de entender o jogo, de conhecer mais sobre os jogadores, de ouvir gente que percebe do assunto a enquadrar situações do jogo, a falar, com conhecimento, sobre o passado deste ou daquele jogador. E nada disso existe. Para os comentadores do canal, todos os jogadores do Benfica são maravilhosos, nunca cometem erros, não fazem faltas, a equipa joga sempre bem, e quando não ganha é porque teve pouca sorte ou foi prejudicada. Eu não gosto disto. Gosto de jornalismo sério, de ouvir as verdades, mesmo que doam, gosto que apontem erros à minha equipa, que me expliquem as falhas de determinados jogadores, que digam que não se sabem posicionar, que me recordem que já no passado eles tiveram problemas neste ou naquele clube, gosto de ouvir um António Tadeia, um Luís Freitas Lobo (embora me irrite um pouco com os tiques Gabriel-Alvísticos), um Pedro Henriques, gente que sabe muito de bola e me ajuda a perceber melhor tudo o que se está a passar em campo. Não gosto de ter um ou dois senhores a debitarem lugares comuns e a darem palmadinhas nas costas dos jogadores, mesmo que eu esteja a ver que eles só estão a fazer asneiras. Isso não é gostar de bola, é ser fanático. E eu não sou.

15 Comentários

  1. Já venho um pouco tarde, mas arrumadinho…o que tem a dizer sobre aquele anúncio da BenficaTV????
    Eu como sportinguista fiquei sem palavras.
    Mau gosto é pouco.
    Gostaria de saber a sua opinião e quem sabe fizesse um post com este assunto.
    Ass: Leoa Ferrenha

  2. É um bom ponto, Jota. Ainda não tinha pensado nisso. Acredito que prevalecerá o brio profissional – tal como acontece quando um jogador emprestado enfrenta o seu clube – mas haverá muita margem para especulações, que é tudo o que o nosso futebol não precisa.

  3. Olá!
    Eu também sou benfiquista, sócia e com lugar cativo.
    Concordo com grande parte deste post, também eu tento ser racional e objectiva, embora nem sempre consiga, porque é uma tarefa difícil de se concretizar quando se ama o clube.
    Toda esta introdução, para comentar dois pontos. O primeiro é que o Luís Freitas Lobo desde que se mudou para a SportTV ficou acéfalo, é impressionante observar o antes e o depois, devia ser confrangedor para ele, mas pelos vistos não o é. E eu era uma fiél seguidora dos seus comentários na RTPN. O segundo é que a SportTV é de uma parcialidade tão descarada que às vezes até custa a acreditar. Há muitos pormenores que se lhe podem apontar, mas elego a linhas de fora de jogo enviesadas como a sua melhor imagem de marca.

  4. Em relação à BenficaTV, faltou falar de outra situação, que não vai acontecer nesta época, mas pode e é provável que aconteça no futuro: o que será da verdade desportiva quando o Benfica defrontar um clube a quem também comprou os direitos televisivos? Um clube que, em grande parte, dependerá do Benfica para sobreviver? Agora percebo porque é que Jesus dizia que está para breve a hegemonia do Benfica no futebol português.

  5. Eu também concordo que o tempo do Jesus esgotou-se e que dificilmente as coisas irão correr bem. Mas como adepto, a esperança faz-me acreditar que estarei enganado. No entanto, pelo que se tem visto, falta qualquer coisa a esta equipa e não são bons jogadores, que esses já os temos. O Cardozo é inevitável que saia e não há porque criticar a direção. Imagine-se um de nós fazer o mesmo no emprego. Mas em relação à Benfica TV não posso concordar literalmente com o que aqui foi escrito.

    "Há um evidente risco de manipulação das imagens por parte do clube".

    Evidente porquê? O Benfica já transmitia jogos da equipa B e nunca houve polémica com o assunto.

    "É tão simples como imaginar um cenário em que um jogador do Benfica agride um adversário longe do local onde se encontra a bola, e que o árbitro não vê o lance. Muitas vezes, estas situações só são analisadas à posteriori, após o recurso a imagens televisivas. Mas se as imagens forem recolhidas por uma parte interessada, é óbvio que elas não irão para o ar"

    Assim de repente fizeste-me lembrar o Paulinho Santos. Mas esse não era do Benfica. De qualquer maneira, não creio que seja assim tão linear como escreves e julgo que haverá isenção, na medida do possível, na transmissão dos jogos. Já os comentários, é verdade que os elogios em demasia chateiam um bocado. Mas por favor, mantenhamos o Luís Freitas Lobo longe, muito longe da Benfica TV.
    Opiniões. 😀

    Abraço

  6. Como Sportinguista ferrenha que sou quero dar-lhe os meus parabéns por este post. Gosto de adeptos assim tanto no meu como no seu clube…adeptos que tanto têm de ferrenhos como de lúcidos.
    Mais uma vez parabéns.

    Ass: Leoa Ferrenha

  7. Infelizmente estás errado. E queixas houve várias. Dou-te um exemplo: por diversas vezes no Dia Seguinte da SIC eles analisavam os lances de arbitragem e muitas vezes os comentadores (principalmente do SLB e SCP) se queixavam que as imagens não mostravam os melhores ângulos que tinham sido exibidos durante o jogo e o jornalista dizia que eram as imagens disponibilizadas pela Sporttv e que nada podiam fazer. Mais, a questão das linhas é factual e o que não faltam são fotos dessas linhas de fora de jogo tortas. E não te iludas, os comentadores diziam muito mal dos nossos jogadores, muitas vezes os angulos da camara que tirava dúvidas de lances a nosso favor era ignorado para a seguir aparecer a mostrar uma falta contra nós. Era à descarada. O SLB queixou-se muitas vezes disso. Acredita que se víssemos uns jogos juntos rapidamente mudavas de ideia e percebias o ataque cerrado que é feito ao SLB. 🙂

    Não confundas ser bem tratado pelos comentadores da Benfica TV com falta de honestidade. Uma coisa não anula a outra.

  8. Tal como tu eu também fui da opinião que o tempo do Jorge Jesus no Benfica tinha-se esgotado. Espero que ambos estejamos errados…
    Quanto à Benfica TV, apesar de não ter, concordo contigo de que os comentadores deveriam ter sentido critico e não serem fanáticos sob pena de perderem todo o interesse…

  9. Olá Pedro. Não concordo contigo nesse ponto. A Sport tv tem excelentes profissionais, alguns bons comentadores e não acredito na tese de imagens manipuladas. É um órgão de informação independente, dirigido e chefiado por jornalistas experientes e competentes, que jamais pactuariam com essa situação. Não me lembro de um único caso de um clube que se tenha queixado de imagens manipuladas pela Sport tv em benefício deste ou daquele clube, até porque todos os clubes (agora, à excepção do Benfica) venderam os direitos televisivos ao canal, e receberam dele muito dinheiro.
    Também temos diferentes formas de sentir o nosso canal. Ao contrário de ti, eu não quero que os nossos jogadores sejam "bem tratados e elogiados". Percebo que seja assim, já que é um canal oficial de um clube, mas eu preferia ver os nossos jogos comentados por profissionais independentes, sem ligações ao nosso ou a qualquer outro clube, como o António Tadeia, por exemplo. Também não concordo quando dizes que na Sport tv o Benfica é mal tratado pelos comentadores. Acho que é tratado como qualquer outro clube, elogiado quando tem de ser, criticado quando merece ser. Mas este é daqueles temas em que jamais haverá um consenso, e em cinco pessoas o mais provável é todas terem uma visão diferente, porque, como sabemos, nós que adoramos futebol, a bola é uma paixão, e quando se vive uma paixão nem sempre se consegue ser racional. Abraço e saudações benfiquistas.

  10. Tirando os elogios a Jorge Jesus concordo com quase tudo o que referes do SLB. Acima de tudo uma enorme descrença e falta de chama em torno da equipa que, ela própria, demora em conseguir puxar pelos adeptos. O esperado. E isso é grave.

    Em relação á Benfica TV. Queres ver que a Sporttv não manipulava imagens? Já se esqueceram das linhas de fora de jogo tortas ou mal feitas? Se havia manipulação era com a Sporttv e ninguem se queixava.

    Uma das provas que as pessoas são influenciadas facilmente é essa crítica aos comentadores da Benfica TV. Eles não são nada disso que referes, nada mesmo. Já os ouvi (e ontem com o Peñarol aconteceu) a elogiarem muito o adversário, a reconhecerem faltas da nossa equipa, erros do árbitro a nosso favor. Agora é natural e é isso que eu quero na Benfica TV que os nossos jogadores sejam bem tratados, elogiados. O problema é que estás tão habituado aos comentadores da Sporttv que estão sempre a dizer mal do SLB que ao apanhares comentários normais estranhas.

DEIXE UMA RESPOSTA