Vem aí o primeiro evento Lego Star Wars e o Mateus anda a contar os dias (sim, sim, é ele)

0
4420

Quando soube que ia ser pai pela primeira vez, houve logo três objetivos que estabeleci na minha cabeça, três metas básicas, daquelas que tinham de ser atingidas: fazer do meu filho uma boa pessoa, um benfiquista e um fã de Star Wars. Acho que é o mínimo que se pode exigir a um pai que ambiciona ser bom pai. Dois filhos depois, e com um terceiro a caminho, para já, acho que estou a ser bem sucedido. Parecem-me estar os dois a fazer o percurso certo para serem boas pessoas, são ambos benfiquistas (embora o Henrique ligue pouco, ou nada, a futebol) e adoram tudo o que tenha a ver com o universo Star Wars. Achei que isto ia ser mais complicado com o Mateus, que nasceu numa época cheia de outras referências do fantástico, mas acho que o facto de ter um Darth Vader com 1,20 metro no quarto fez com que desenvolvesse uma curiosidade especial sobre as personagens do Star Wars.

Ainda este domingo, quando estávamos a fazer crepes na cozinha, ele começou o interrogatório:

— O Darth Vader quando era pequenino era só Darth?
— Não, quando ele era pequenino chamava-se Anakin Skywalker.
— Como o Luke Skióker?
— Sim. Sabes porquê?
— Porquê?
— Porque o Anakin é o pai do Luke.
— O Darth Vader?
— Sim. É o pai do Luke.
— Mas ele é mau, e o Luke é bom.
— Sim, mas quando o Darth Vader era pequenino, quando se chamava Anakin, ele também era bom. Depois é que se tornou mau.
— Porquê?

E lá comecei eu a contar novamente a história do episódio I, quando o Obi-Wan descobre o Anakin e acha que ele tem potencial para ser o jedi que irá liderar a Resistência contra o Império. E ele fascinado a olhar para mim, com a espátula na mão.

Se o Henrique, que tem 11 anos, já viu os episódios todos não sei quantas vezes, e até já sabe melhor do que eu o nome daquelas personagens secundárias dos episódios 1, 2, 3, 7 e 8, o Mateus ainda só consegue ver partes dos episódios, sobretudo aquelas mais visuais, como as lutas com os sabres-luz. Mas é quando vemos essas cenas que lhe vou explicando melhor a história, introduzindo as personagens principais e enquadrando-as na história. Com isto, estou a criar um pequeno fã. Ao ponto de no ano passado ter querido mascarar-se de Darth Vader.

Há dias, disse-lhe que vai haver um mega evento do Star Wars em Lego. Ficou maluco. Cá está um erro comum nos pais (eu cometo-o frequentemente, pelo menos): dizer coisas com demasiada antecedência a putos que não têm noção do tempo. Para o Mateus não existe essa coisa do “daqui a uma semana”, ele só conhece o agora e o hoje, mais nada. Tudo o que seja depois disso é um drama, com direito a birra e choradeira. O que é que eu ganhei em dizer-lhe isto com uma semana de antecedência. Ganhei isto:

— Pai, é hoje o Star Wars de Lego? É? É? É?
— Não, Mateus, só começa dia 24 de março.
— 24!!!! Nãããão!!!

Ele não faz ideia do que seja 24 de março, mas sabe que não é agora, nem é hoje, por isso, na cabeça dele é daí a muuuuuito tempo, e vá de fazer birra.
Ainda esta manhã lhe expliquei que só falta uma semana para irmos ao Lego do Star Wars. Começou por festejar, mas depois…

— Uma semana? É quando acordar?
— Não, Mateus, quando acordares é quarta-feira, ainda faltam mais seis dias.
— Seis diaaaaas?! Nãããão!

E birra.

Para pais que sofrem como eu, e que não sabiam deste momento grandioso, cá vai. Começa a 24 de março e dura até 8 de abril. É o primeiro evento oficial Lego Star Wars e vai decorrer no Almada Forum. Vai haver piscinas de Lego, áreas com videojogos do Lego Star Wars, zonas de construção e um meet&greet onde eles podem conviver com um Stormtrooper (isto apenas nos dias 31 de março e 7 de abril), das 16 às 19 horas. O evento funciona todos os dias entre as duas da tarde e as oito da noite e é uma ideia fixe para passar um dos dias das férias de Páscoa dos putos (é bom para eles, mas, vá, sejamos honestos, é igualmente incrível para os pais como eu).

Eu vou aparecer por lá na terça-feira à tarde, por isso, estão todos convidados a juntarem-se à festa.

May the force be with you.

Texto escrito em parceria com o Almada Forum

DEIXE UMA RESPOSTA